quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Guto, Isadora, Pira, Pércio, Fátima...

Os personagens de Poder S.A. - GRAÇAS AO DEUS DO BOM-HUMOR - estão dando o que falar. Acho todos realmente divertidos. Claro, afinal, fui eu quem os descobri... Brincadeira. Mas brincadeira séria.

Um dos personagens que mais desperta atenção é o Guto Corsaro. Muitos acham que sou EU pelo desfecho do livro - não conto para não perder a graça. Não digo que não seja EU. Mas garanto que não sou só moi (EU em francês para dar uma variada na palavra EU). Explico. Cada personagem é uma mistura louca de vários executivos que conheci. O Guto pode até ser EU fisicamente, mas a moral dele é de outra pessoa e a história de uma terceira. Mas pode ser tudo ao contrário... Será que tudo aconteceu só comigo? Não conto. O divertido é entrar no jogo do verdade-mentira.

As mulheres também estão muito bem representadas. Isadora - a mulher bege - é a melhor. Eu a-do-ro Isadora. Inteligente, esperta e interessante. E com sua moda própria, com uma única cor. Bege, claro. E, lógico, a pergunta fatal que sempre respondo: A MULHER DE BEGE EXISTE MESMO? Sim, claro que sim. Ela também é uma mistura de várias executivas-corporativas que passaram pela minha vida. Ou será que é apenas uma e real mulher do mundo dos escritórios? Também não respondo de fato. É uma delícia ser o único a saber a verdade.

E tem Pércio - o mais incrível de todos os executivos do livro. Charmoso, bacana e cruel. Muito CRUEL. E o que dizer de Eleno, o chefe das copeiras? Amo Eleno e seu nome. Fátima, a secretária que fica louca com as maldades de seu chefe, o Soares, é impagável. Gloria, a gordinha sacaneada por Pércio, merece sim o fim que teve. Por mais que alguns até chorem pela comilona... E tem Heloisa e sua juba doida-demais; Eduarda e sua vida de trabalha-trabalha-nego (quem nasceu para formiga nunca vira cigarra); e Pira que só queria ser respeitado e idolatrado. Nem que fosse só pela recepcionista do prédio, o SP Centrale. E a recepcionista não é qualquer uma não. Ela é "U"anda. Wanda com som de "U" porque som de "W" é coisa de pobre! Destaque também para os diretores de RH, o Darcio Cotta e o Pedro Mala (ou Malta quando ele está por perto). Judiei mesmo deles. Esses são bem e bem verdadeiros!

Tem outros personagens também. O Seu Santos, o mais louco de todos, a Roberta, a Dayse, a Susi Croke... É ler e decidir qual é o seu preferido. Eu tenho o meu. Mas não conto quem é!

Não tem ainda seu Poder S.A.? Veja na lateral direita os links para as lojas on-line. Se quiser comprar nas livrarias físicas, não tem problema. O livro está lá, lindo, esperando por você.

4 comentários:

Regina "Pi" disse...

O Guto Corsaro (parece q.já ouvi falar de Corsaro,mas deve ser coincidência) foi hilário e cruel, gostei de sua meia risada.

Beto Ribeiro disse...

Marco,

Olá!

tive que tirar seu comentário pq não falo - nem posso falar - os nomes de possíveis personagens e/ou empresas. Se tem alguma coisa da pessoa que vc disse? Não sei... não conheço ela... Ou será que conheço? Não conto. Rs...
Espero que tenha curtido o livro!

abraço!

Beto Ribeiro disse...

Re,

O sobrenome "Corsaro" não foi escolhido "sem querer". "Pegou"?
Mais duas aspas para vc: ""!

bjs!

Marco disse...

Beto,

Me esqueço que os comentários são de acesso público... mas, é incrível, como a tal personagem tem muita coisa da tal pessoa que citei aqui.

Adorei o livro.

E não há o que me tire da cabeça que ela é ela sim, viu. Quem conviveu sabe bem!

Abraços